Blog

Valorize seu trabalho

Você vai ouvir muitas vezes a frase “valorize seu trabalho”, mas o que isso significa? Como vou valorizar o trabalho se estou começando, se não tenho clientes, muito menos um portfólio decente para apresentar. Me pediram uma identidade visual mas não tenho experiência para entregar um trabalho excelente, ou o que eu acho excelente não chega nem perto do que eles precisam.

São muitas perguntas que ficam na cabeça e a gente não sabe para onde correr. Talvez essa seja a parte mais difícil de todas, você não quer que ninguém saiba seu preço por vergonha de ser questionado ou passado por ingênuo, você vê uma oportunidade de começar e ganhar experiência, mas mesmo assim se vê obrigado a cobrar um preço que sabe que seu trabalho ainda não alcançou aperfeiçoamento para ser cobrado e então perder o cliente. Tem que equilibrar as coisas, não se coloque para baixo, não pense que seu trabalho é ruim, pense que sua capacidade criativa ainda não atingiu esse patamar de criação.

Sem experiência, você não pode começar atendendo a Coca-Cola ou a Apple, você não terá capacidade de suprir a demanda e entregar uma peça condizente com toda a história da empresa, você ainda não aprendeu isto, não obteve experiência suficiente.

Como é que eu vou cobrar então?

Primeiro você precisa entender algumas coisas:

Existem vários níveis e tipos de profissionais, os que trabalham com nichos, os que trabalham só com marcas, os gerais, ilustradores, consultores e por aí vai. Nessas categorias ainda, tem as nomenclaturas por idade de profissão e formação e ainda a região que atua. Todos esses fatores implicam nas cobranças.

Os profissionais que atuam em São Paulo, não podem cobrar o mesmo valor dos catarinenses, nem dos baianos. São mercados, experiências e métodos de trabalhos diferentes um dos outros. Você precisa entender em que grupo faz parte para então começar a pensar em um preço para seu produto ou serviço.

Agora você precisa pensar quais são seus objetivos, que tipo de trabalho você quer fazer e quantas horas do dia você quer se dedicar a isto, lembre-se dos boletos no final do mês, do seu laser e economias, fora os gastos fixos, como água, luz, aluguel, internet e transporte. Você também precisa estar apresentável, precisa de um bom equipamento para trabalhar, um material de divulgação e uma apresentação decente para mostrar ao seu cliente. UFA. Mas não para por aí, você está estudando ou pretende obter mais conhecimento na área? Quer fazer um curso de línguas e paga a licença de softwares?

Você precisa juntar TODOS os seus gastos mensais, dividir pelas quantidades de horas que você estipulou e ainda adicionar um valor de segurança para gastos não planejados, como uma possível doença ou um acidente que você fica incapacitado de trabalhar por alguns dias. Você também vai precisar em alguma hora da vida tirar férias.

Só com base em tudo isso que eu falei, já tem como perceber que não dá para cobrar pouco pelo trabalho, existem muitas coisas em jogo, seu bem estar e saúde principalmente precisam estar em dia. Cobre o preço justo.

Vai surgir momentos que você vai dizer seu preço para o cliente e ele irá aceitar na hora e você pensa, será que eu cobrei pouco? Em outros casos, você dirá o valor e o cliente ficará calado e talvez baterá na trave o fechamento do projeto e você pensa, será que cobrei muito? O Segredo disto é ser confiante e passar um valor justo, que você sabe que não está roubando o cliente e que não deixará contas para trás caso o cliente aceite o valor. Você sai de consciência limpa.

Também você precisa prever que o cliente irá pedir um desconto, neste caso você já teria que ter calculado um valor a mais para ter essa margem, eu não sei até que ponto é interessante dar desconto, se for para arredondar um valor, tranquilo, se você acha que é um cliente com um bom potencial e depois pode receber em outro trabalho, também é uma jogada. Só te­­nha cuidado com descontos desnecessários, não ofereça sem o cliente pedir. ­­

Já passei por tudo isso, cada situação que tem que rir para não chorar e respirar fundo para não perder a paciência.

Se você está cumprindo suas horas de trabalho fielmente, conseguindo dar atenção para todos os clientes e entregar os trabalhos no prazo, está na hora de pensar em um aumento.

Vai chegar uma hora que sua agenda estará lotada, outros clientes entrarão em contato e você não tem como atender, então chegou a hora de aumentar, se o cliente quiser seu atendimento, a partir de agora será um novo valor pois você está fazendo um bom trabalho e precisa filtrar esta camada de clientes e partir para um novo patamar. Quando lotar mais uma vez sua agenda, aplique mais um aumento. Chegará uma hora que você estará atendendo grandes clientes, pois eles estarão reconhecendo seu potencial e acreditando que você entregará os projetos com o nível profissional que eles merecem.

Finalizando__

A valorização do seu trabalho vem com o tempo, será ele que ditará o caminho que você deve percorrer. Não adianta cobrar por algo que você ainda não aprendeu a fazer.

Seja seguro, se o cliente não aceitou seu valor, pode ser que ele não tenha condições no momento e se você fez um bom atendimento, mais tarde ele retornará. Precisa ser bom para ambos.

Se você tem algo para acrescentar, dúvidas, experiências, deixa aqui nos comentários, para a gente agregar ainda mais conhecimento.

Caso queira bater um papo, pode me mandar um e-mail: contato@danielnardes.com